Imprensa

Assessoria de Imprensa: filgueiras.maico@gmail.com   /   +351 910 064 190 (Portugal)   /   +55 31 996 281 284 (Brasil)

– Recomeçar:


“Um livro para ser degustado, pelo simples prazer de ler algo bom!”
Murilo Vianna – Jornalista

 

“Um autor que possui o dom de transformar os mais singelos atos e simples situações em momentos únicos.”
Julia Lins – Jornalista

 

“É um livro que leva o leitor a reflexão em vários momentos e surpreende por sua riqueza de detalhes e questionamentos tão comuns a qualquer pessoa.”
Renata Marinho – Jornalista

 

“Sensível, denso, elevado, filosófico, repleto de expectativas.
Quem pensa encontrar o óbvio não deixará de ficar atônito com o final do excepcional texto; neste quesito não há par na historiografia literária.”

Claudio Lúcio Firmo – Escritor e Revisor

– Eu escrevi você


“Literatura surpreende sempre; dá alívio, apazigua e, não raro, produz prazer, quando edificante.

 

O romance Eu Escrevi Você surpreende a todo instante; instiga, causa certa estranheza, a começar pelo título. E surpreende, dá alívio, apazigua, proporciona prazer e edifica; atributos da boa Literatura que só os que possuem talento, sensibilidade e inspiração são capazes de proporcionar aos leitores.

 

Trata-se de uma narrativa simples, mas muito bem elaborada, construída com requinte e sofisticação, elegância, carinho e ternura, sem deixar de ser o que é: simples como a vida e o prazer em vivê-la. Mas não pense o leitor que se trata de uma história superficial, em que os fatos se sucedem de forma linear, previsível e constante. Pelo contrário, o autor, valendo-se de esmerados recursos narrativos, surpreende com uma gama incomensurável de fatos, eventos e, por que não, de histórias paralelas, daquelas que pululam à margem de nossas próprias vidas ou de nossas próprias inquietações. E, numa genial sacada, o autor nos brinda com um surrealismo de primeiríssima qualidade, com o qual nos provoca agitação e nos arremessa em profundas reflexões.

 

Na construção de seu romance, o autor se valeu da velocidade, da agilidade, das construções breves, dos diálogos curtos, da argumentação despojada, de vocabulário tênue, de banho de contemporaneidade, o que, certamente, atrairá a atenção dos jovens.

 

Há de tudo um pouco na história: sexo, amor, ternura, criação, religião, psicologia, educação, pedagogia, conflito de geração, questionamentos de ordem social, moral e ética; mas, sobremaneira, vida! E é sobre o dom de gerar vida e conduzi-la que o autor (que certamente escreveu a quatro mãos; as dele e as de Deus) sustenta toda a trama, e sobre a qual erige o que há de mais fantástico na Literatura Pós-Moderna: a capacidade de fazer com que o leitor se torne cúmplice da história que lê.

 

Muitas qualidades há no presente romance, mas, insofismavelmente, a obra que ora vem a público é ofuscada por um acontecimento ainda maior e se torna secundária, pois o que, de fato, é importante, frisa-se, é o nascimento de um grande escritor, daqueles capazes de surpreender sempre, inclusive, com a expectativa do lançamento de nova obra, de novo livro, de nova história. E, por que não: de uma nova vida?

 

Peço, portanto, ao leitor que acompanhe, a partir de agora, com muita atenção, o iniciar de uma carreira brilhante na Literatura Brasileira e o desabrochar de um talento desde já maduro, porém, capaz de surpreender sempre, certo de que, no futuro, teremos orgulho de sermos brasileiros e de termos assistido ao alvorecer desta história e participado de tudo isso.


Claudio Lúcio Firmo – Escritor e Revisor

– Viver além da Fé:


“Um livro que nos proporciona um momento de cicatrização!”

Juca Montalvino Neto – Pastor

Maico Filgueiras Foi o entrevistado da coluna “Um café e um livro” da Revista Literária da Lusofonia.

Clique no icone abaixo para ler a entrevista na íntegra em  formato PDF.

#TOCOMMAICO

©Maico Filgueiras 2020 - Todos os direitos reservados